Você sabe com quem está roubando?

Em qualquer sociedade onde vivam alguns milhões de pessoas é normal que uma grande parte delas sinta a óbvia constatação de que é melhor que as demais. Se é ou não é não importa. O que importa é que ela acha que é pois nunca erra ou quando erra não admite já que a culpa é sempre dos outros. 
carteira, cracha, cartao de visita,

Esse modus operandi acaba contribuindo para fortalecer características sociais nocivas como a prepotência e arrogância que são percebidas no comportamento de indivíduos da classe dominante ou daqueles que almejam pertencer a essa classe, não o sendo. 

Um exemplo clássico desse comportamento é percebido no uso da malfadada expressão - você sabe com quem está roubando? - comumente ouvida quando o elemento tido como importante é questionado sob alguma forma por alguém que, segundo avaliação prévia do figurão, é inferior ou simplório até para lhe dirigir a palavra. 

A finalidade da expressão é colocar o indivíduo recalcitrante no seu devido lugar - que geralmente é abaixo da cola do cachorro - segundo a ótica do elemento, cidadão de bem e superior. 

Há vertentes de sociologia que consideram que essa cultura perniciosa é resultado de uma conjuntura onde a vida econômica, política, social e cultural estava alicerçada na escravidão do homem pelo homem. 

Assim o convívio entre senhores, escravos e puxa-sacos de plantão acabaram moldando vícios de comportamento que continuam presentes até hoje em mentalidades que se utilizam de um pseudo status superior para se beneficiar e locupletar das mais infames formas. 

Após ser interpelado, o sujeito fica indignado e retira bruscamente uma carteirinha do bolso interno do casaquinho meia estação e larga um veemente: 
Você sabe com quem está roubando?

Comentários

++ DA SEMANA

Atos de Vingança - Antonio Banderas

A história do filme Desejo de Matar original

Vingança fatal contra a Yakusa carioca

Embaixada da Alemanha divulga vídeo contra o nazismo

Filho de juiz é preso transportando drogas, armas e munições

Como aumentar os neurônios no cérebro

Não perca as promoções da Black Friday

Narrativa do filme: Um dia de fúria - parte 2

Narrativa do filme - Natal em El Caminho