Amante idosa despenca do terceiro andar ao fugir do flagra

"As pessoas honestas se desviam do caminho do mal; quem tem cuidado com a sua maneira de agir salva a sua vida." 
Provérbios 16:17 

Essa história é de estremecer o beiço e de deixar o cidadão de bem, pai de família perplexo. A polícia foi chamada por populares que encontraram uma idosa de 65 anos estrebuchando na calçada depois de sofrer uma queda do terceiro andar do prédio localizado na Rua Trio Parada Dura, 96 - olha como esse destino zomba na situação trágica. 
idosa, desenho, velha, vovo, velhota

Chegando no local, os policiais tomaram conhecimento de que a coroa havia entrado em óbito por não resistir aos ferimentos causados pela queda ao tentar descer do terceiro andar pendurando-se em lençóis "da blusa que você usava e meio confusa desabotoava". Essa música do Roberto Carlos tocava no radinho de pilha de um moleque que assistia a movimentação enquanto mascava chiclete e acudia outro idoso que aparentava estar bastante abalado. Uma investigação preliminar revela que a vítima era amante do abalado idoso, caucasiano, 68 anos e casado, que morava no terceiro andar do prédio. 

Faltava, além de vergonha na cara, dez minutos para as três horas da tarde quando o casal de pombinhos que não cozinham na primeira fervura estava no quarto curtindo as mais mais dos anos 1940 e "iam pouco a pouco se deixando ver nos lençóis macios". Tudo indicava que seria uma tarde e tanto mas "braços que se abraçam e bocas que murmuram" perceberam um barulho que acontece sempre que alguém abre a porta da sala - única entrada e saída da casa. 

Desespero total quando o velhote grita: 
"É a Sheila que tá chegando..." 
Os dois se levantam afoitos e nervosos e ficam tentando achar uma saída para aquela situação inesperada pois Sheila só deveria retornar por volta das 17 horas. "Chovia lá fora e a capa pendurada assistia a tudo e não dizia nada". Sentindo o tempo se esvair segundo a segundo e estando a incauta Sheila prestes a entrar no quarto, a coroa amante sexagenária pega dois lençóis macios e os amarra no pé da cama e pula pela janela com uma destreza jamais imaginada. 

Sheila abre a porta e encontra o marido em pé, nervoso e sem "aquela blusa que você usava". A velhota descobre que não tinha força para se segurar nos lençóis. Ouve-se um grito e o barulho de algo se esborrachando no chão. Ouve-se mais gritos. Sheila vai até a janela e percebe o que está acontecendo. A polícia é chamada.

Comentários

++ DA SEMANA

Atos de Vingança - Antonio Banderas

A história do filme Desejo de Matar original

Vingança fatal contra a Yakusa carioca

Embaixada da Alemanha divulga vídeo contra o nazismo

Filho de juiz é preso transportando drogas, armas e munições

Como aumentar os neurônios no cérebro

Não perca as promoções da Black Friday

Narrativa do filme: Um dia de fúria - parte 2

Narrativa do filme - Natal em El Caminho