Atos de Vingança - Antonio Banderas

"Esperar que os maus não façam maldade é loucura." (Marco Aurélio - Meditações - parte IV) 

O filme trata-se de uma história de vingança com algumas referências ao livro Meditações de Marco Aurélio. Um eminente e eloquente advogado criminal - ele despeja cerca de 80 mil palavras por dia - recebe a notícia de que sua esposa e filha foram assassinadas numa noite chuvosa ao retornarem para casa após uma apresentação da menina num show de talentos onde ela cantou a música preferida do pai. 
Atos de vingança, antonio banderas, lapide, cemiterio, justiça, assassinato

O advogado - Frank Valera - deveria estar presente ao evento mas o trabalho o impediu. As vítimas foram encontradas numa vala e a polícia não tem pistas sobre o crime. As informações disponíveis são de que a área é controlada por criminosos russos, a bolsa da esposa não foi encontrada e um misterioso fio dourado estava na mão da mulher. 

No enterro, o sogro diz a Frank que nunca gostou dele e o culpa pelo acontecido pois o advogado costuma libertar criminosos perigosos deixando-os impune. Ele pede para nunca mais ouvir a voz do genro. 
"Quão rápido tudo desaparece. (Marco Aurélio - Meditações - parte I) 
O advogado entra num processo destrutivo e passa a beber muito e acaba se punindo ao servir de saco de pancadas em lutas clandestinas. Certa vez ele acaba sendo salvo de ser morto a pancadas por um policial que também frequenta esses locais. O policial informa que as investigações não irão avançar por falta de novidades. 

Certa noite o advogado é abordado na rua por uma prostituta de 13 anos e ao tentar protegê-la do cafetão acaba sendo esfaqueado na coxa pela própria garota. Ele cai ferido dentro de uma livraria e para estancar o sangramento utiliza um livro - Meditações de Marco Aurélio. 
"Punir apenas quem cometeu o crime... Se algo é possível para qualquer outro homem é possível para você também." 
Esse evento faz com que Frank se dê conta que o processo destrutivo não o levará a nada de bom e então, muda de comportamento - passa a se fortalecer física e mentalmente, praticando técnicas de combate. Nesse momento de mudança ele faz um voto de silêncio até vingar o assassinato de sua família. 
"As palavras são opinião. A ação é a única verdade." 
O advogado vai até a área onde sua família foi encontrada - um armazém ferroviário - e descobre uma casa-container mas não localiza o morador para interrogá-lo. Ao retornar ao carro encontra quatro meliantes russos tentando abrir o veículo. Os bandidos estão com uma cachorro pastor alemão que não ataca - há uma briga - o advogado descobre que um dos bandidos não conhece as vítimas - Frank é baleado, desmaia e acorda na casa de uma enfermeira chamada Sheila. Ela não o levou ao hospital porque o ferimento foi superficial. Frank não fala nada e vai embora. 

Lá fora ele encontra o pastor alemão e o leva para casa. A enfermeira vai até a casa de Frank para devolver a carteira e entende tudo quando vê um quadro com recortes de jornal e fotos relacionados com o crime. Mais tarde Frank está acariciando o cachorro e descobre pela coleira que ele era farejador na administração de segurança de transporte. Então o leva para a área do crime e o cão acaba encontrando a bolsa de Sue num bueiro tampado. 
"Não há nada que o impeça de fazer o que deve ser feito." (Marco Aurélio - Meditações - parte III)
Frank faz campana na casa-container, vê o sujeito ao longe não consegue pegá-lo. Tenta ajuda de Sheila mas ela também tem seus problemas - traficantes russos exigem que ela forneça medicamentos do hospital em troca de segurança. A enfermeira diz que não conhece pessoalmente o morador do container mas que ele pode estar trabalhando como chapeiro numa lanchonete. As pessoas o chamam de Arrepio por ser violento e sua característica é uma tosse frequente. Após outro incidente com traficantes russos, o advogado leva a enfermeira para casa e as carências são satisfeitas. Ela faz o café da manhã no dia seguinte. 

Naquele dia o advogado desce do carro, entra numa pequena lanchonete e senta-se a uma mesa. Ele se concentra nos pequenos sons ao redor até ouvir uma tosse vindo da cozinha. Invade, tranca a porta e ataca um cozinheiro negro que tenta se defender com uma faca. Após ser subjugado, o chapeiro vê a foto da esposa e filha e diz que foi um policial que matou as duas. Confessa que mais tarde pegou o dinheiro e escondeu a bolsa num boeiro. 

Á noite Frank consegue ter acesso a um computador na delegacia e descobre quem fazia plantão policial naquela área e naquela noite. Um dos rostos lhe é familiar. 
"A melhor vingança é ser diferente de seu inimigo." (Marco Aurélio - Meditações - parte V) 
Frank segue o policial por dias até que o vê deixando a chave da casa num pote de flor próximo à porta. O advogado entra e começa a procurar. Num guarda-roupa descobre que o fio dourado vem do distintivo bordado do uniforme policial. Ele procura mais um pouco e encontra um fundo falso dentro do mesmo guarda-roupa que esconde uma mochila cheia de provas contra o policial. 

A história é que o policial tinha uma filha de 12 anos que foi sequestrada e morta. Frank defendeu o assassino e conseguiu sua liberdade graças à detalhes técnicos. O advogado deixa um aviso para que o policial o encontre num galpão abandonado as 23 horas. O policial chega no encontro atirando e errando enquanto tenta justificar a morte de duas pessoas inocentes como forma de fazer o advogado sofrer. 

Após uma briga intensa Frank é atingido gravemente nas costelas por uma lasca de ferro, mas reage e vira o jogo. Ele tem a chance de matar o policial mas não o faz. O policial é preso e condenado. 
" Aceitar as coisas que o destino lhe traz." (Marco Aurélio - Meditações -parte VI) 
Frank, Sheila e o cão formam uma nova família. Ele volta a falar. Tomara que menos.

Comentários

++ DA SEMANA

Vingança fatal contra a Yakusa carioca

A Forma da Água - The Shape of Water

Narrativa do filme: Um dia de fúria - parte 2

A história do filme Desejo de Matar original

Narrativa do filme: Um dia de fúria - parte 1

Stallone Cobra e a horda do mundo novo

Prefeitura abandona galinhas dos ovos de ouro na rua

Dia da Conscientização e Prevenção da Síndrome da Falta de Vergonha na Cara

Comentários sobre economia e gasto público