Postagens

Policial reclama da propina recebida de traficante

Imagem
Uma ação que envolvia o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), a Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) do Ministério Público, a Corregedoria da Polícia Militar e a Polícia Federal atuou para cumprir 100 mandados de prisão contra policiais militares e traficantes de drogas, além de 191 mandados de busca e apreensão. 
O esquema que envolvia 32 policiais entre soldados, cabos e sargentos, conhecido como guarnição dos "Bad boys", lucrava até R$ 200 mil por semana recebendo propina de traficantes de drogas e outros negócios ilícitos. 
Em uma conversa telefônica gravada com autorização judicial, um policial se revolta ao ouvir que os traficantes irão pagar apenas R$ 1.500 a cada quinze dias. Em outra conversa, PMs negociam a liberdade de um traficante preso em flagrante pela quantia de R$ 5 mil, mas receberam uma contraproposta de R$ 500. Confira a negociata entre os policiais e os traficantes: 
Nenzão - E aí, filho! Rosa - Oi! Nenz…

Filho de juiz é preso transportando drogas, armas e munições

Imagem
Homem de bem, adulto, empresário e filho de juiz foi preso com comparsas transportando centenas de quilos de drogas, armas de uso exclusivo das forças armadas e muita munição. Ao ser preso o cidadão de bem argumentou por sua soltura informando às autoridades - que já o investigavam há alguns meses - que ele era filho de juiz, também pessoa de bem, conhecida na cidade, preservador dos bons costumes e da família. 
Os policiais ignoraram o pedido do meliante de família e o conduziram junto com os cúmplices para o presídio. Pouco tempo depois, o pai herói e juiz chega à cadeia numa viatura oficial acompanhado de um delegado amigo da família, e policiais armados ameaçando prender o diretor da penitenciária caso ele desobedecesse e não libertasse o filho antes da chegada do alvará de soltura que o próprio juiz já havia conseguido agilizar. 
O argumento para a libertação era que o o filho preso tinha problemas psicológicos que justificariam, segundo o papai, a internação em …

Você sabe com quem está roubando?

Imagem
Em qualquer sociedade onde vivam alguns milhões de pessoas é normal que uma grande parte delas sinta a óbvia constatação de que é melhor que as demais. Se é ou não é não importa. O que importa é que ela acha que é pois nunca erra ou quando erra não admite já que a culpa é sempre dos outros. 
Esse modus operandi acaba contribuindo para fortalecer características sociais nocivas como a prepotência e arrogância que são percebidas no comportamento de indivíduos da classe dominante ou daqueles que almejam pertencer a essa classe, não o sendo. 
Um exemplo clássico desse comportamento é percebido no uso da malfadada expressão - você sabe com quem está roubando? - comumente ouvida quando o elemento tido como importante é questionado sob alguma forma por alguém que, segundo avaliação prévia do figurão, é inferior ou simplório até para lhe dirigir a palavra. 
A finalidade da expressão é colocar o indivíduo recalcitrante no seu devido lugar - que geralmente é abaixo da cola do cacho…

Justiça pune juiz bandido com aposentadoria

Imagem
Em decisão plenária unânime, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) condenou um juiz que vendia sentenças em plantões judiciários. A condenação foi fruto de investigação que já durava três longos anos e o esquema funcionava através de grupos criados nas redes sociais onde era oferecido - nos plantões do juiz - o serviço de venda de liminares à advogados, traficantes e meliantes em geral - inclusive de alta periculosidade - interessados em serem soltos da cadeia mediante pagamento que variava entre R$ 50 mil e R$ 500 mil para cada decisão favorável. 
Segundo um dos juizes que participou da condenação unânime do magistrado corrupto, os fatos demonstraram clara violação dos deveres da magistratura.  "A conduta do desembargador é incompatível com a honra, o decoro, a ética que devem nortear a judicatura. As provas não deixam dúvidas e impõem a pena de aposentadoria compulsória por violação aos deveres do magistrado”.  Não se sabe ainda se o grupo onde rolava as transações e…

Embaixada da Alemanha divulga vídeo contra o nazismo

Imagem
O nazismo foi um regime que surgiu na Alemanha na década de 1930 e que levou ao holocausto (sacrifício físico em massa) e à morte de 6 milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). A embaixada explica que, por isso, os alemães começam a estudar sobre a história do nazismo e do holocausto desde os 13 anos, e que na Alemanha é crime a própria negação do holocausto, bem como exibir símbolos nazistas e fazer a saudação “Heil Hitler” - a famigerada alusão a Adolf Hitler, líder máximo do nazismo. O vídeo foi publicado como reação às manifestações de grupos de extrema direita e neonazistas realizadas na cidade de Chemnitz, leste da Alemanha, no final de agosto e início de setembro. 
No Brasil alguns pseudointelectuais de direita, mal intencionados e adeptos do fake news criaram a polêmica de que o nazismo sempre foi de esquerda. 
"Nunca tinha visto essa discussão sobre o nazismo ser de esquerda na Alemanha... Lá é muito simples: trata-se de extrema direita e pronto. …