Segurança no shopping em risco - parte 1

A vida não está sendo fácil para Eduardo Eddie Deacon, agora capitão reformado do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA. Eddie está há um ano em busca de um emprego e não consegue nada. O desemprego nos Estados Unidos nunca esteve tão grande e Eddie já está cansado e prestes a entrar em desespero quando resolve fazer outra tentativa junto a uma agência de empregos americano. Lá, ele deixa claro que topa qualquer serviço mesmo que seja por um salário mínimo. Eddie sai frustrado da agência mas quando estava entrando no carro para ir embora a atendente vem em sua direção e lhe oferece o único emprego disponível - segurança em um shopping pelo preço de um salário mínimo. Ele aceita e agradece. 
antonio banderas, shopping, segurança

Enquanto isso, em uma cidade próxima três carros blindados da polícia federal partem do QG levando uma “carga preciosa” – uma menina que é a única testemunha contra uma quadrilha de bandidos perigosos. Já está anoitecendo quando Eddie chega a sua casa – um quarto de motel. Começa a chover. Numa parte deserta da estrada, mercenários prepararam uma emboscada ao comboio. Miguelitos espalhados pelo asfalto estouraram os pneus do primeiro carro fazendo-o sair da estrada e capotar. 

Os demais carros param e começa um intenso tiroteio entre polícia e bandido. Um dos policiais retira a menina do carro e manda que ela fuja pelo mato. Aos poucos os nove policiais são mortos um a um. O tiroteio cessa e os bandidos percebem que a garota fugiu. O chefe manda que os bandidos limpem a cena do crime. Os carros são levados por um caminhão cegonheiro. 

Nesse momento, próximo dali, Eddie está sentado em casa esperando a hora de ir ao novo trabalho enquanto relâmpagos clareiam a noite. Ele então pega o celular e liga para a esposa que mora noutra cidade e diz que conseguiu um emprego e que terá que ficar longe por um tempo, mas que vai voltar e que ama muito a filha. 

Um pouco mais tarde Eddie chega ao shopping. Ainda chove forte. Ele se apresenta ao guarda supervisor da noite, chamado Vance, que analisa os papeis e informa que o salário é R$ 9,50 por hora e o intervalo é de 15 minutos por turno de 8 horas. Em seguida Vance faz um tour mostrando o shopping a Eddie. Na sala de segurança, Vance apresenta o outro guarda: Mason. Nisso chega uma mulher um tanto bêbada que pede para que a cubram por uma hora enquanto deita na cama para descansar - era Ruby. Em seguida, Vance chama pelo rádio o último guarda, Johnny, que estava em outra parte do shopping – a área D. 

Vance entrega o uniforme a Eddie e após prosseguem no tour. Eddie comenta que o sistema de segurança do shopping está exagerado. Vance argumenta que de um lado, há uma cidade com população de 12.000 pessoas com 48 assassinatos no ano passado e do outro, outra cidade com população de 25.000 pessoas com 81 assassinatos. Ambas controladas por uma gangue da pesada que trafica metanfetamina e que há muita gente roubando para manter o vício. 

Nessa conversa Vance descobre que Eddie foi capitão do exército. Eddie começa a ronda quando as luzes apagam após um relâmpago. Em seguida Vance liga o gerador deixando o ambiente a meia luz. Eddie se aproxima de uma das entradas e percebe uma menina batendo na porta de vidro e gritando por ajuda. Eddie avisa os demais pelo rádio e abre a porta. A garota continua gritando desesperada. Eles estão vindo – dizia ela. Ela desmaia e Eddie a leva para a sala de segurança, se esquecendo de fechar a porta. 

Eles tentam chamar a polícia mas notam que tanto os telefones fixos quanto os celulares estão mudos. Nisso percebem alguém se aproximando pela entrada principal. Eles vão até a porta da frente e encontram Gandhi usando chapéu. Ele diz que está procurando a filha de 11 anos. Vance confirma que estão com a menina e se aproxima da porta para abri-la enquanto pede a Johnny, pelo rádio, que traga a garota. 

Eddie argumenta com Vance que ela estava morrendo de medo de alguém que estava perseguindo-a. Eddie, desconfiado, então começa a fazer perguntas à Gandhi sobre a menina e o motivo dela ter fugido no meio da noite. Nisso Johnny chega carregando a garota ainda desmaiada. Vance começa a abrir a porta de vidro quando a menina acorda, grita e foge ao ver o velho de chapéu. 

Gandhi então tenta subornar os guardas com 1,25 milhão de reais não rastreáveis guardados numa maleta, para que entreguem a menina e esqueçam o acontecido. Diante da indefinição dos guardas, Gandhi os ameaça dizendo que 5 guardas de shopping armados com teasers, sem comunicação externa não darão conta do que está por vir. Vance se desespera e começa a retirar a corrente que ainda bloqueia a porta. Eddie ataca Vance que desmaia. 

Gandhi diz que todos morrerão, se afasta para o mato e começa a organizar o ataque com os demais, colocando dois snipers no topo das colinas. Eddie então procura a menina Jamie pelo shopping e diz que tem uma filha da idade dela, então é surpreendido pela garota que chega por trás do capitão e encosta uma arma de brinquedo em suas costas e começa a mostrar que é uma garota durona. Ela exige roupas secas, comida, que não a tratem como criança e a promessa de que Eddie irá protegê-la, fazendo a jura do “dedinho”. 

Em seguida todos estão reunidos na sala de segurança e Mason identifica Jamie como testemunha da morte do pai que era contador da gangue do triplo 6. O pai teria sido morto depois que resolveu ajudar os federais a montar uma plano para prender a gangue. A audiência está marcada para amanhã. Mason se mostra mais uma vez bem informado e diz que os bandidos acabaram de atacar o comboio dos federais e não irão desistir de pegá-la por causa de cinco guardas de shopping. 

Enquanto eles analisavam as possibilidades percebem pelas câmeras de segurança inúmeros homens armados se aproximando das entradas. Resolvem esconder Jamie numa pequena sala que serve de depósito e deixam um rádio e a chave da porta com a garota. De volta à sala de segurança eles percebem os marginais danificando os veículos no estacionamento como forma de dificultar uma possível fuga. 

Com isso Eddie percebe que Gandhi blefou ao afirmar que a ronda policial rotineira não passaria na noite de hoje, caso contrário já teriam invadido o shopping. Mason se apavora e quer sair do prédio. Vance se apavora também e entrega o posto de chefe para Eddie. Johnny se apavora silenciosamente. Eddie manda que todos fiquem no prédio e sugere que a polícia já deve ter percebido o ataque ao comboio e que deve já ter começado as buscas de forma que eles precisam ganhar tempo. 

Ao estilo de “esqueceram de mim” começam a criar armadilhas como eletrocutar portões e fazer barricadas em entradas. Lá fora Gandhi coordena o ataque. Um carro arrebenta a porta da frente enquanto um criminoso sobe nesse carro e tenta alcançar o segundo andar usando um machado de alpinista. Lá em cima, numa sacada, os guardas colocam fogo num sofá e o jogam em direção ao carro que estourou a porta, quase atingindo o meliante alpinista. 

Com a queda do sofá incendiário, o motorista do carro pega fogo, sai correndo e gritando do veículo e morre baleado por um dos snipers. O sniper que não tinha visto os guardas antes, começa a atirar nos mesmos. Eles fogem da sacada e entram no prédio ilesos enquanto o alpinista chega ao segundo andar e luta com Vance usando o machado. Num momento crucial, Ruby atinge a nuca do alpinista salvando Vance. Lá fora os traficantes apagam o fogo do carro e limpam a bagunça. 

Na sala de segurança Vance conta para Ruby o que está acontecendo enquanto quebra um monitor e destrói as plantas do shopping. Ali perto, o alpinista volta a si. Os mocinhos se reúnem num balcão de um bar e traçam a estratégia de atrasar os bandidos se espalhando pelo shopping e atacando com flechas atiradas por Ruby, bombas que Johnny aprendeu a fazer na internet e outras distrações. Eddie ensina Johnny a fazer SOS com uma lanterna e orienta que caso veja a patrulha da noite, use o código morse para chamá-la. Nisso surge Jamie caminhando por um corredor e diz que vai se esconder onde ninguém saiba. 

Do outro lado, um monte de pilantras ultrapassa uma barricada e entra no shopping. Gandhi vai para a central de segurança e passa a ordem de que ninguém pode sair vivo do prédio. Um dos facínoras tenta abrir um portão metálico, sofre uma descarga elétrica e morre. Jamie guia um carrinho de controle remoto com câmera pelos corredores a meia luz até chegar aos delinquentes que abriam o portão metálico. O alpinista pega o carrinho e o leva até Gandhi que percebe um papel preso indicando o canal 47 do rádio. 

Pelo canal Eddie diz que a garota foi embora e a patrulha está chegando com a polícia federal. Gandhi aproveita e diz pelo rádio que o chefe quer a garota morta e ofereceu um bônus de 100 mil para cada um, mas por outro lado, se a garota viver mais um dia, cada um morrerá junto com sua família, animais de estimação, amigos e conhecidos até a terceira geração. Gandhi então vai aproximando seu rosto sorridente da câmera fazendo Jamie ficar chocada e pôr o carrinho em fuga. 

Os guardas avançam pelos corredores. Uma das distrações é disparada numa loja fazendo os guardas atirarem várias rajadas. Atrás deles Ruby lança uma flecha que acerta o ombro direito de uma bandida que não se intimida e arranca a flecha. Outra distração é disparada na mesma loja e novos tiros são dados. Do mesmo lugar onde estava, Ruby atira outra flecha que acerta a coxa direita da mesma bandida. Ela novamente não se intimida e arranca a flecha. Eles então passam a atirar em direção onde Ruby está. Ao se aproximarem veem Ruby se fingindo de morta, acreditam e seguem adiante. 

Em outra parte do shopping, Vance lança uma das bombas fabricadas por Johnny, em um malfeitor. A bomba explode mas não causa ferimento algum. Mais adiante um sicário entra numa loja onde Mason se escondia e leva dois choques do teaser. Mason então pega sua metralhadora e acaba atirando e matando outro assassino que entrava na loja. Eddie vai em busca de Mason e quase morre. 

Lá fora um dos snipers avisa Gandhi que um carro de polícia se aproxima. Johnny visualiza o carro pela porta dos fundos e tenta sinalizar SOS com a lanterna, mas as pilhas esgotaram. Ele então resolve ir até a porta mas é tarde demais. O carro de polícia sai e Johnny leva um tiro do sniper na cabeça e morre antes de conseguir abrir a porta. Eddie presencia a cena e avisa os demais pelo rádio e pede para alguém ir para a praça de alimentação e ver quantos bandidos há lá. Ruby e Vance não podem ir, Mason está apavorado no armazém e Jamie se oferece para ir de carrinho até lá.

Comentários

++ DA SEMANA

Movimento ético quer receber sem doar

Homem na lua, Terra plana e reformas

Não perca as promoções da Black Friday