Comando para matar - parte 3

John e a moça começam a vasculhar o quarto número 5 quando chega Cooke – o negro que havia roubado o Cadillac e feito a primeira vítima da história. Ele bate na porta 5 e a aeromoça atende fingindo ter se divertido com o baixinho Sully. Cooke entra e chama por Sully. John chega por trás e desfere um soco quando Cooke se vira. Enquanto lutam Cooke atira três vezes até perder o revolver. Em seguida Cooke diz que é um boina verde e que vai acabar com John. Apesar de ainda ser de noite, John revela que costuma comer boinas verdes no café da manhã, com muita fome. 
Coronel John Matrix, Arnold Schwarzenegger, comando para matar

Após levar mais uns sopapos Cooke pega o revolver e atira novamente. Antes que pudesse atirar de novo John faz um rolamento e o atinge no peito com os pés fazendo Cooke arrebentar uma porta do quarto ao lado, onde um casal nu estava entretido e não percebeu os tiros anteriores. Na queda Cooke atira mais uma vez, desta vez sem querer e atinge um espelho. John chega à porta e Cooke, se levanta e aponta o revolver. Manda John ir para o inferno e tenta atirar, mas as balas acabaram. 

John começa a bater em Cooke até que ele cai em cima de uma mesinha e morre espetado com um pedaço de madeira. John revista o cadáver e encontra a chave de outro Cadillac e fazem uma busca no veículo. A aeromoça encontra um recibo de abastecimento de avião e supõe que Arius tem um avião num armazém próximo. Chegam ao armazém e John percebe que era o local onde estava preso antes de ir ao aeroporto. John sobe por um cano lateral até o teto de zinco e retira uma telha de zinco e entra. 

O prédio está cheio de pilantras trabalhando. John então desce e se esgueira por entre caixas, toneis carcaças de veículos e tanques. Após, entra por uma porta, nocauteia um guarda e abre uma janela lateral para Cindy, a aeromoça, entrar. John encontra umas coordenadas sobre a mesa e ao verificar no mapa acha uma pequena ilha próxima. Supõe que é lá que sua filha está. Cindy acha uma foto de um avião anfíbio e confirma no recibo que o combustível comprado é o mesmo usado em aviões anfíbio e que o tal avião deve estar num píer não muito longe dali. Eles se dirigem ao píer mas antes John vai fazer umas compras. 

No centro, John pega uma escavadeira que estava dando sopa por ali, invade uma loja de armas e começa a encher um carrinho com armamento variado, incluindo lança-foguetes. Com o carrinho cheio, Cindy leva-o até o Cadillac. Antes que ela pudesse retornar a polícia chega e prende John num caminhão e o leva para a delegacia. Restam 5 horas para o prazo final. Cindy segue o caminhão no Cadillac. John tenta argumentar com os guardas que o general Franklin Kirby pode explicar tudo mas os guardas dizem que prenderam Kirb semana passada. 

O caminhão para num sinal vermelho e Cindy estaciona ao lado. O guarda dá uma cantada nela e quando o caminhão avança o guarda acompanha Cindy pelo retrovisor. Ela se levanta no carro, pega o lança-foguete e atira para o lado errado, causando uma grande explosão. Ela então aponta para o lado do caminhão e os guardas se apavoram. O caminhão é atingido na roda traseira e capota com o choque. John consegue sair em meio à fumaça, embarca no carro e eles partem. Os guardas ficam atordoados. 

Na ilha, Atius pergunta se John fará tudo o que mandarem e Fred diz que sim, desde que pense que terá a filha de volta. No quarto, Jenny procura por uma saída. No píer, John nocauteia outro guarda e chega ao avião. Cindy se apavora com o estado precário do avião. Outros dois guardas os veem e começa um tiroteio. Os dois guardas morrem. Kirb chega a loja de armas e manda contatarem os federais pois a terceira guerra mundial está por começar. No avião John tenta fazer contato com Kirb. Em resposta é informado que está numa área de tiro naval e que deve pousar ou mudar de curso sob pena de serem abatidos. Para sair do alcance do radar resolvem voar rente às ondas. 

No quarto Jenny desmonta uma maçanete e a usa para abrir um buraco nas tabuas de madeira que bloqueiam uma janela. Enquanto isso um soldado quer impressionar Fred e diz que cortar a garganta de uma garotinha é como cortar manteiga quente. Fred manda-o deixar a faca de lado e calar a boca. Fred então vai até Arius e comenta como seus soldados o fazem rir tentando parecer durões. Com um ar saudosista Fred diz que ele e Matrix poderiam matar todos num piscar de olhos. Fred lembra Arius que John virá atrás dele e que Fred é o único que o impedirá. 

Ao amanhecer John e Cindy chegam a um ponto isolado da ilha. Nesse mesmo momento o avião pousa em Val Verde e o chapéu cai da cabeça de Henriques, revelando-o morto. John coloca uma tanguinha e descarrega o armamento num bote inflável enquanto repassa a mensagem que Cindy deve passar para o general Kirb, assim que começar o "barulho". John rema em direção à praia. Três marginais de Arius chegam ao aeroporto. John se equipa e se pinta para a guerra.
___
parte 1 - parte 2 - parte 3 - parte 4 

Comentários

++ DA SEMANA

Movimento ético quer receber sem doar

Homem na lua, Terra plana e reformas

Não perca as promoções da Black Friday