Palavras de um deputado condenado ao mandato

Senhor presidente, senhoras e senhores deputados, com muito prazer e muita honra assumo a tribuna nesse momento para dizer que eu não “sou” deputado... Eu “estou” deputado desde há alguns anos, período em que servi integralmente minha cidade, meu estado e meu país amado, e onde as cores, verde e amarelo, sempre estiveram estampadas em meu peito com orgulho e satisfação pulsante.
camara deputado federal, congresso nacional
plenário vazio após discurso em questão

Retorno após uma equivocada sentença onde fui injustamente condenado por um juiz a dez anos de prisão em regime semiaberto por ter supostamente desviado dinheiro de algumas obras emergenciais. Bem sei eu que minha ação de outrora foi errada assim como sei que a quantia que dizem que peguei foi bem maior do que a que efetivamente caiu em meu bolso. Uso esse momento para dizer que não podemos ceder às tentações que nos levam a acusações exorbitantes como mero dispositivo politico de ataque aos não correligionários e reafirmo que continuarei votando sempre tendo em mente um "bem maior".

Uso esse instante para dizer o quão é imprescindível que possamos dar uma nova chance aqueles que cometerem delitos na esperança de que sejam acolhidos pela nossa amada sociedade e usufruam de condições que desmotivem novas e futuras falcatruas.

Preciso antes de mais nada, confirmar que o dinheiro entrou em minha conta, mas não fui eu quem o retirou. E nem sei quem poderia tê-lo feito. Mas o fato é que isso são águas passadas e aqui estou de volta a essa honrada casa para cumprir paralelamente minha pena e o restante de meu mandato porque afinal, o povo é meu patrão e a ele devo obediência.

Espero que possamos evoluir enquanto pessoas civilizadas que somos, que as injustiças cessem de uma vez e que eu não seja mais condenado injustamente como fui agora e em três situações anteriores. Obrigado.

Comentários

++ DA SEMANA

Família vende tudo e aposta na moeda virtual bitcoin

Índice de Confiança no Futuro Incerto é divulgado

Uma terra violenta com pessoas violentas